MENU

NOTÍCIAS

 

Mostra em Londres, celebra os 50 anos do 1º disco do Pink Floyd

“Não se trata apenas de nostalgia”, defende Nick Mason, baterista dos Pink Floyd. Mas claro que a nostalgia e a admiração pela banda percorrem os espaços da exposição que o Victoria & Albert Museum, em Londres, inaugura este sábado.

A exposição The Pink Floyd Exhibition: Their Mortal Remains (Uma exposição dos Pink Floyd: os seus restos mortais, em português) assinala o 50.º aniversário do lançamento do álbum The Piper at the Gates of Dawn, o primeiro dos Pink Floyd. “Cinquenta anos sempre me pareceram um bom momento e a verdade é que nós não vamos estar cá todos para sempre”, afirmou à agência Reuters Nick Mason.

“Já perdemos dois dos membros da banda ao longo dos anos”, acrescenta, referindo-se a Syd Barrett, vocalista e então principal compositor da banda, e ao teclista Rick Wright, que morreram em 2006 e 2008 respectivamente. “Se queremos contar estas histórias é muito importante fazê-lo enquanto as pessoas ainda cá andam para as contar”, conclui.

A iconografia surrealista da banda britânica faz-se sentir na própria organização da exposição. Os visitantes entram através de uma versão gigante da carrinha que os Pink Floyd usavam para chegar aos concertos no início da carreira. É o início de uma viagem audiovisual pelo universo da música underground londrina até à ascensão da banda ao estrelato mundial e aos mais de 250 milhões de álbuns vendidos.

No espaço do Victoria & Albert Museum os visitantes vão poder encontrar mais de 350 objectos, desde cartazes originais dos concertos a instrumentos dos seus elementos, passando por imagens inéditas dos ensaios e concertos dos Pink Floyd. A exposição pode ser vista até 1 de Outubro.

 

Fonte:

Postada em: 10/05/2017

 

 

 

PEDIDOS

NOME

CIDADE / ESTADO

PEDIDO

TOP 10

PARCEIROS

Ver parceiros +

Programação & Direção Musical: Wanderley Camara

Long Play Music Web Radio
Music Change Lives